.


    Tabela de CA (Aberração Cromática)

    Compartilhe
    avatar
    ZelvisCch
    Curioso
    Curioso

    Mensagens : 53
    Data de inscrição : 19/11/2016
    Idade : 45
    Localização : Ribeirão Preto, SP

    Tabela de CA (Aberração Cromática)

    Mensagem  ZelvisCch em Qui Dez 01, 2016 4:30 pm



    Essa tabela apresenta o nível de aberração cromática nos Refratores Acromáticos.

    O que é Aberração Cromática?
    Aberração Cromática é a dispersão produzida por lentes que possuem diferentes índices de refração para diversos comprimentos de onda luminosa. É muito comum ao observarmos, por exemplo, a Lua, notarmos uma faixa de luz azul acompanhando a circunferência dela, isso é resultado da Aberração Cromática.

    Seguindo essa escala publicada aqui é possível compreender qual a configuração de Refratores que lhe apresentará menos Aberração.
    Em “mm” (Esquerda da tabela) está o diâmetro (D) da abertura do refrator.
    No alto da tabela tem uma escala que vai de 3 a 20, trata-se da Razão Focal (f/) do Acromático.


    Cruzando na tabela o dado da Abertura com a Razão Focal tem-se o nível de CA (Aberração Cromática), que quanto maior a cifra, menor o nível de CA. 


    Caso o refrator apresente alto nível de aberração é recomendado moderar nos aumentos (Zoom) das observações. 

    Como calcular o CA?
    CA = (f/ x 25,5) / D

    Exemplo:
    Refrator 90mm f/10,1

    CA = (10,1 x 25,5) / 90
    CA = 2,86

     
    Refrator 70mm f/12,8
    CA = (12,8 x 25,5) / 70
    CA = 4,66

    Esses são conceitos básicos sobre a Tabela de CA, mas, já lhe servirá de grande ajuda para compreender o limite do refrator acromático que possui. 


    Existe mais a se compreender sobre a Aberração Cromática, o que posso passar com segurança é o que lhes apresento aqui, mas, certamente, pode ser que colegas mais experientes melhore essa informação.
     


    _________________
    Nome Evandro

    Telescópio 
    Sky-Watcher 70/900 EQ-1
    Binóculo 
    Bushnell Falcon 10x50

    Blogs
    GRARP - Grupo de Astronomia de Ribeirão Preto

    Zelvis Astrônomo Amador

    YouTube
    O Astrônomo Amador

    Meu limite é o infinito.
    avatar
    ZelvisCch
    Curioso
    Curioso

    Mensagens : 53
    Data de inscrição : 19/11/2016
    Idade : 45
    Localização : Ribeirão Preto, SP

    Re: Tabela de CA (Aberração Cromática)

    Mensagem  ZelvisCch em Qui Dez 01, 2016 4:31 pm



    _________________
    Nome Evandro

    Telescópio 
    Sky-Watcher 70/900 EQ-1
    Binóculo 
    Bushnell Falcon 10x50

    Blogs
    GRARP - Grupo de Astronomia de Ribeirão Preto

    Zelvis Astrônomo Amador

    YouTube
    O Astrônomo Amador

    Meu limite é o infinito.
    avatar
    AGM
    Iniciante
    Iniciante

    Mensagens : 21
    Data de inscrição : 24/11/2016
    Idade : 44
    Localização : Novo Hamburgo - RS

    Re: Tabela de CA (Aberração Cromática)

    Mensagem  AGM em Sex Dez 02, 2016 10:58 am

    Muito bem colocado Zelvis. Ficou fácil de calcular e idealizar o telescópio a ser adquirido observando desses critérios. A "luta" constante aqui no Astrotópico é, fazer com que o iniciante pare de desmerecer aberturas menores e ficar também ciente que ampliação não é o fator principal para um estudo nas observações. O ideal é ampliar numa cifra correspondente a abertura ou 1.5x sobre a mesma, para que obtenhamos uma imagem bem definida e com boa resolução mesmo com um aumento ultrapassando um pouco a abertura. Ampliações maiores como 2x "D" ou 2.5x "D", são mais eficientes em telescópios que estão de acordo com a escala mostrada, com foco longo, porque conseguem manter o contraste mesmo dentro de condições atmosféricas razoáveis, e tratando-se de refratores desse porte, as imagens ficam ainda mais imersivas, com volume e profundidade.

    Ampliar, ampliar e ampliar, barlow 2x, barlow 3x, barlow 5x, temos que tomar cuidado quanto aos investimentos em acessórios, adquirir as oculares e barlow para um coeficiente de ampliações que não sejam exorbitantes em relação à abertura. A Lua é uma exceção, numa abertura de 70mm com F/13 por exemplo, podemos em boas condições atmosféricas, com correntes de ar de moderadas a fracas, ampliar mais de 200x, praticamente um passeio aéreo sobre a superfície da Lua. Num F/16 por exemplo, podemos perceber todo o relevo lunar de forma surpreendente, conseguimos também observar micro crateras dentro de crateras como se fossem rajadas de balas, realmente é impressionante!

    No caso de telescópios refletores, uma abertura de 150mm com F/10 por exemplo, podemos obter a mesma façanha com uma potência ainda maior devido ao maior diâmetro de abertura, obtendo também maior resolução nas imagens. Entretanto, é um telescópio grande, inadequado para apartamentos e para ficar carregando por elevadores até o lugar da observação. Portanto, um refrator de 80mm F/15 ou um de 76.2mm de F/16.4, podemos fazer o mesmo trabalho com um equipamento menos pesado e mais fácil de deslocar para outro ambiente.

    Tratamos aqui é claro de observações de objetos do sistema solar, planetas e Lua, mas também alguns outros objetos de DSO podem ser observados com grande eficiência para estudos aprimorados com esse tipo de telescópio. Os telescópios denominados hoje "VINTAGE", são os mais cobiçados para esse trabalho e podemos ainda encontrar alguns à venda, desde 60mm a 80mm.


    _________________
    Yamatar Refrator: 76,2mm | F/16.4 | d/f:1250mm
    Virtuoso 114mm Refletor Newtoniano | F/4.4 | d/f:500mm
    Sky Watcher Refrator 90mm | F/10 | d/f:900mm
    avatar
    ZelvisCch
    Curioso
    Curioso

    Mensagens : 53
    Data de inscrição : 19/11/2016
    Idade : 45
    Localização : Ribeirão Preto, SP

    Re: Tabela de CA (Aberração Cromática)

    Mensagem  ZelvisCch em Sex Dez 02, 2016 12:27 pm

    Adriano... Eu venho obtendo grandes dicas com colegas astrônomos, inclusive com você. Hoje, o meu gosto pessoal na observação astronômica está bem mais criterioso, mas, isso ainda está se desenvolvendo, tenho “Anos-Luz” a aprender ainda. Contudo, o pouco que sei faço questão de compartilhar e, com isso, quando houver alguma falha no que eu expor, sei que muitos colegas experientes irão me corrigir e com isso posso aprender um pouco mais, isso, quando não acrescentam alguma informação.
    Creio que para muitos aspirantes a astronomia amadora estão ainda muito encabulados para perguntarem, é preciso mostrar que não tem o que temerem de nós, pois, evidentemente, o que queremos é que esses tenham a melhor experiência possível com o ramo.


    _________________
    Nome Evandro

    Telescópio 
    Sky-Watcher 70/900 EQ-1
    Binóculo 
    Bushnell Falcon 10x50

    Blogs
    GRARP - Grupo de Astronomia de Ribeirão Preto

    Zelvis Astrônomo Amador

    YouTube
    O Astrônomo Amador

    Meu limite é o infinito.
    avatar
    Bruno
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 59
    Data de inscrição : 14/11/2016

    Re: Tabela de CA (Aberração Cromática)

    Mensagem  Bruno em Sab Dez 10, 2016 6:05 pm

    ZelvisCch escreveu:
    Essa tabela apresenta o nível de aberração cromática nos Refratores Acromáticos.
    Seja bem vindo ao AT ZelvisCch, apenas a título de complemento, há algum tempo tenho percebido uma tendência de se dar mais valor à aberração cromática ao tratarmos de refratores acromáticos, porém um fato a ser lembrado é que as demais aberrações inerentes a esse sistema óptico vão fazer com que essa tabela sofra variações ou necessite de correções.
    Se o dubleto for constituído de vidro ED a tabela deixa de ser exata na prática, pois será preciso introduzir um fator de correção multiplicando pelo menos por 2x a 2.5x a CA calculada. Por exemplo, num dubleto 102mm ED F10 ele teria CA=2.49 se fosse simplesmente crown/flint, mas com esse valor num dubleto crown/flint nem o Criterio de Sigdwick será alcançado pois ele terá CA>3, porém com vidros ED ele passa a se comportar como um dubleto com CA entre 5 a 6.23, e nesse caso voltamos a um par acromático que excede o Critério de Conrady (CA>5).
    Diversos outros fatores precisam ser levados em conta como as características dos vidros utilizados, a combinação da suas superfícies curvas, o uso ou não de espaços entre os elementos (maiores ou menores superfícies ar-vidro), as tolerâncias de fabricação, a precisão dos valores dos índices de refração, a dispersão e a curvatura de campo. E não bastasse a CA num par acromático ainda temos a aberração esférica, o coma, o astigmatismo, o esferocromatismo e as distorções de imagem. E quanto mais pronunciadas forem as curvas dos elementos (focais curtos) mais graves serão essas aberrações.
    Os dubletos acromáticos crown/flint precisam possuir obrigatoriamente CA>5 para serem de fato efetivos em todas as condições. Valores menores comprometem seu uso na observação da Lua e dos planetas, assim como de estrelas duplas e múltiplas, possuindo por isso melhor desempenho para DSOs utilizando baixas amplificações.
    Podemos cortar com filtros as cores que atrapalham porém estaremos perdendo parte da informação. A vantagem na distância focal mais longa é que a convergência dos focos de cor se dá num mesmo ponto, e que também será maior e sem a perda dessa informação. Apesar das imagens no telescópio ficarem menos brilhantes a nitidez será maior, e com bom seeing e dentro do limite resolutivo do aparelho os aumentos elevados serão alcançados com sucesso.
    Num Dubleto as duas lentes tanto podem possuir elementos feitos de vidros BK7-SF2 (Fraunhoffer) quanto vidros BK7-CaF2, porém os dois não se comportarão da mesma maneira na prática. Comparando um dubleto que usa apenas crown BK7 e flint KzF2 com um Fraunhoffer BK7-SF2, no primeiro o elemento flint é dianteiro o que proporciona uma correção cromática superior à do segundo, permitindo com isso focais um pouco menores.
    A aberração cromática poderá teoricamente ser reduzida a níveis imperceptíveis com base na tabela, ou ela ser usada como referência no caso das focais longas, mas não podemos esquecer de que nos dubletos acromáticos a CA não é tudo a ser contornado, ela é apenas mais um dos problemas a serem corrigidos. Em se tratando de projetos ópticos que envolvam lentes na objetiva, para se alcançar uma correção orto (aplanático) ou seja sem coma, sem esferocromatismo e sem astigmatismo, os fabricantes precisam usar mais de dois elementos na objetiva (tripleto, quadrupleto etc...) a fim de minimizar simultaneamente todas essas aberrações.

    Bruno





    _________________
    Refrator acromático vintage AZ Tasco 40mm F/18
    Refrator acromático vintage EQ Tasco 60mm F/15
    Refrator acromático vintage EQ OKK (Dan Beam) 76.2mm F/16.4
    Refrator acromático vintage EQ Tasco 10k 80mm F/15
    Refrator acromático vintage EQ dubleto "uncoated" Jaegers 103mm F/15.4
    Refletor newtoniano dobsoniano 135mm F/9.8
    Refletor newtoniano dobsoniano 200mm F/6
    Binóculo Octans 7x50
    Binóculo Expanse 10x50
    Binóculo Starguider 10x60
    avatar
    AJC
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 60
    Data de inscrição : 20/11/2016
    Idade : 50
    Localização : Três Marias

    Citando a fonte

    Mensagem  AJC em Sab Dez 31, 2016 1:46 pm

    Pessoal, apenas complementando, é sempre bom sitar as fontes. Um dos lugares para se achar essa tabela é:

    http://www.cityastronomy.com/CA-ratio-chart-achro.jpg

      Data/hora atual: Seg Nov 20, 2017 10:53 pm