.


    114mm VIRTUOSO - REVIEW

    Compartilhe
    avatar
    AGM

    Mensagens : 16
    Data de inscrição : 24/11/2016
    Idade : 43
    Localização : Novo Hamburgo - RS

    114mm VIRTUOSO - REVIEW

    Mensagem  AGM em Dom Maio 07, 2017 2:15 pm



    Caros amigos do Astrotópico, na medida que eu tiver mais conteúdo sobre esse telescópio, que foi minha primeira aquisição, o tópico será estendido e não criado um novo.

    OTA
    Tubo curto, abertura de 114mm, com focalizador de cremalheira de curso curto, tampa frontal com abertura central de 60mm, podendo ser usada como um diafragmador ou para uso de filtro para observação solar, como o da Thousand Oaks. Um tubo leve, de alumínio, com estrutura de suporte da aranha frontal em plástico assim como a estrutura da parte inferior do tubo, onde é fixado o espelho primário. A colimação é simples, onde o alinhamento é feito apenas no espelho secundário por três minúsculos parafusos com cabeça allen. 



    A buscadora é uma red-dot, podendo ser substituída por uma óptica, o que é realmente essencial para uma boa varredura, já que esse telescópio possui uma característica na sua razão focal mais apropriada para observação de DSO - objetos de céu profundo. Para planetas, com ampliações mesmo abaixo do seu diâmetro, em por exemplo 80x, em muitos casos é necessário filtros polarizadores ou coloridos para reforçar o contraste.
     Recomendo buscadoras 6x30 no mínimo, da Sky Watcher, Orion ou Celestron.

    Devido ao curso curto do focalizador, para o uso de lente barlow para prover maior distância focal, gerando assim, uma maior ampliação com a ocular utilizada, é necessário que a barlow tenha o seu corpo longo e não curto, como a barlow 2x ou 3x da série 500, vendida na loja TELLESCOPIO. Lentes barlow com o corpo curto como a da Mede ou da GSO não permitem foco nesse OTA, sendo assim, um investimento incorreto para o Virtuoso 114mm.
     Barlow 2x de corpo longo, ideal para o 114mm.

    O ideal é uma barlow 2x, e a da série 500 mencionada pode ser também utilizada em 1.5x, basta que a sua lente seja desrosqueada de seu corpo e rosqueada na ponta de uma ocular qualquer. Lembrando que, por experiência, essa lente barlow não rosqueia nas oculares Starguider WA, mas obtém êxito nas TMB e nas Plossl Série 500 ou nas mesmas que vem juntamente com o conjunto ao adquiri-lo. É sempre pertinente pedir ao vendedor testar o seu uso de 1.5x com as oculares da loja ou com as que possuir.

    Lembremo-nos que um telescópio tem seu limite resolutivo natural - potência - de acordo com o seu diâmetro de abertura, no caso aqui, 114mm = 114x de ampliação. Como a razão focal desse OTA é de F/4.4, pouco menos que F/5, a perda de contraste para a observação de planetas tem de ser compensada com filtros, sejam eles coloridos ou polarizáveis. Um filtro para poluição luminosa como o Dark-Sky E-1 também é um investimento muito promissor.


    Não fosse uma razão focal tão baixa, ele teria um poder de ampliação melhor para a observação de objetos do sistema solar, fosse ele um F/8, o "coma" - desfoque nas bordas do campo - proveniente de newtonianos de F curto, seria quase que nulo, entretanto, não caberia na montagem minidobsoniana, pois o OTA seria mais comprido.

    A lente barlow é erroneamente confundida como um acessório para prover maior ampliação junto da ocular escolhida. O que ocorre é que, uma barlow de 2x irá aferir uma razão focal maior com o jogo de lentes, então, a distância focal no Virtuoso, de 500mm, será magnificada em 1000mm. Eis então uma solução para o "coma" do Virtuoso 114mm, usando a barlow 2x e consequentemente ampliando sua distância focal, essa aberração esférica é quase que anulada ou quase que imperceptível, eliminando a aquisição de um "corretor de coma", que hoje custa por volta de uns R$800,00#.

    O uso de qualquer telescópio tem de ser coerente, não são instrumentos de mera ampliação, portanto, para o uso da barlow 2x no Virtuoso 114mm, é preferível usá-la com oculares de distância focal mais longa, vejamos os exemplos:

    Ocular 25mm = 20x de ampliação
    Ocular 25mm + barlow 2x = 40x de ampliação

    Ocular 30mm = 16x de ampliação
    Ocular 30mm + barlow 2x =  33x de ampliação

    Agora vamos ao porque desse exemplo acima:
    As melhores ampliações para a observação de DSO no Virtuoso 114mm, estão nestas cifras:
    16x com detalhes e imenso campo visual | 20 x com detalhes e maior campo visual| 25x com detalhes mais evidentes, cores e grande campo visual | 33x com melhor evidência de detalhes, cores e os objetos ainda dentro do campo.

    Minhas ampliações preferidas para o Virtuoso 114mm, para a observação de DSO, são de 25x e 33x, sendo 50x o máximo tolerável, já com uma leve perda de definição.

    A razão de usar a lente barlow com a ocular para uma determinada ampliação é que, o "coma", aberração esférica, é praticamente quase que eliminada. Uma ocular de 15mm provê 33x de ampliação, mas com desfoque nas bordas do campo devido ao coma. Uma ocular de 30mm + a lente barlow 2x, provê a mesma ampliação de 33x, porém, com esse desfoque nas bordas do campo quase que extinto. 
    Isso também aplica-se para a observação de objetos do sistema solar, Lua e planetas, uma vez que a distância focal é magnificada e a razão focal também, provendo melhor contraste nas imagens e eliminando quase que por completo o coma. 
    Para a observação de planetas o uso da barlow fica a critério do observador, pois como o objeto é melhor visível no centro do campo, não necessita de observação nas bordas do mesmo como nas observações de DSO.

    Mesmo assim, vale aferir tais observações com e sem o uso da lente barlow, pois não somente quase que extingue o coma, mas também melhora o contraste nas imagens. Mas é preciso praticar a observação e melhorar a acuidade visual para uma melhor compreensão e análise prática.

    Você pode observar um planeta com 125x de ampliação, com uma ocular de 4mm, ou, para a mesma cifra, uma ocular de 8mm + a barlow 2x. A ocular Plossl 4mm Série 500 tem um campo bem restrito para essa ampliação, sendo assim, uma ocular planetária como a TMB + a barlow 2x, irá ampliar as mesmas 125x, porém, com melhor campo e melhor contraste.

    Espero que até o momento, para quem tem o 114mm Virtuoso, tais informações possam lhes ser úteis.
    Um bom domingo e céus limpos a todos!


    _________________
    Yamatar Refrator: 76,2mm | F/16.4 | d/f:1250mm
    Virtuoso 114mm Refletor Newtoniano | F/4.4 | d/f:500mm
    Maksutov 90mm | F/14 | d/f:1250mm
    avatar
    Bruno
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 59
    Data de inscrição : 14/11/2016

    Re: 114mm VIRTUOSO - REVIEW

    Mensagem  Bruno em Dom Maio 07, 2017 4:03 pm

    AGM escreveu:
    A razão de usar a lente barlow com a ocular para uma determinada ampliação é que, o "coma", aberração esférica, é praticamente quase que eliminada. Uma ocular de 15mm provê 33x de ampliação, mas com desfoque nas bordas do campo devido ao coma. Uma ocular de 30mm + a lente barlow 2x, provê a mesma ampliação de 33x, porém, com esse desfoque nas bordas do campo quase que extinto

    É uma boa tática esse recurso usando uma ocular de distância focal longa + barlow, apenas lembrando de que esse "desfoque nas bordas do campo quase que extinto" ou minimizado é aparente, pois se deve ao fato de que ao utilizar uma ocular com um campo maior, essa "correção do coma" é a borda que ficou mais longe do centro do campo causando esse efeito. 


    _________________
    Refrator acromático vintage AZ Tasco 40mm F/18
    Refrator acromático vintage EQ Tasco 60mm F/15
    Refrator acromático vintage EQ OKK (Dan Beam) 76.2mm F/16.4
    Refrator acromático vintage EQ Tasco 10k 80mm F/15
    Refrator acromático vintage EQ dubleto "uncoated" Jaegers 103mm F/15.4
    Refletor newtoniano dobsoniano 135mm F/9.8
    Refletor newtoniano dobsoniano 200mm F/6
    Binóculo Octans 7x50
    Binóculo Expanse 10x50
    Binóculo Starguider 10x60
    avatar
    AGM

    Mensagens : 16
    Data de inscrição : 24/11/2016
    Idade : 43
    Localização : Novo Hamburgo - RS

    Re: 114mm VIRTUOSO - REVIEW

    Mensagem  AGM em Seg Maio 08, 2017 8:48 am

    AGM escreveu:Lembrando que, por experiência, essa lente barlow não rosqueia nas oculares Starguider WA, 

    Retificando o que mencionei sobre as oculares da Starguider, de não conseguirem rosquear com a lente barlow em 1.5x, o que ocorreu de fato, foi apenas com a Starguider de 25mm, com a de 15mm tudo perfeito.
    A rosca do tubo metálico dessa ocular em questão, deve ter vindo com defeito, portanto, a lente barlow, removida de seu corpo (tubo extensor), rosqueira em qualquer ocular. O que pode ocorrer é que em algum acessório, por uma rosca mal torneada essa conexão poderá falhar.


    _________________
    Yamatar Refrator: 76,2mm | F/16.4 | d/f:1250mm
    Virtuoso 114mm Refletor Newtoniano | F/4.4 | d/f:500mm
    Maksutov 90mm | F/14 | d/f:1250mm
    avatar
    AGM

    Mensagens : 16
    Data de inscrição : 24/11/2016
    Idade : 43
    Localização : Novo Hamburgo - RS

    Re: 114mm VIRTUOSO - REVIEW

    Mensagem  AGM em Seg Maio 08, 2017 9:07 am

    Bruno escreveu:
    É uma boa tática esse recurso usando uma ocular de distância focal longa + barlow, apenas lembrando de que esse "desfoque nas bordas do campo quase que extinto" ou minimizado é aparente, pois se deve ao fato de que ao utilizar uma ocular com um campo maior, essa "correção do coma" é a borda que ficou mais longe do centro do campo causando esse efeito.

    Lembrando que, as oculares planetárias TMB, também de grande campo, e por um dos seus seis elementos ser uma lente barlow, para essas oculares não é necessário o uso de uma barlow 2x como acessório. Até porque a ampliação ficará alta demais, ultrapassando o limite resolutivo além de ficar muitos elementos prejudicando a transparência da imagem observada. Uma ocular de 7mm no Virtuoso amplia 71x, uma cifra ótima para iniciar observações em Júpiter e em Saturno, com uma barlow 2x, a ampliação será multiplicada para 142x. Nesse caso, para o 114mm, uma ocular que amplie naturalmente essa cifra é mais adequada, mas seria necessário uma ocular com distância focal de 3,5mm, e como a observação depende das condições atmosféricas ou de um bom seeing, tal ampliação pode nem mesmo ser efetiva.

    É sempre sensato iniciar as observações planetárias com o 114mm com 50x de ampliação, apurar o olho ao ambiente escuro e aos detalhes. Após pelo menos 10min, ir ampliando até que a imagem se degrade, então, utilize uma ampliação intermediária e adequada, nem baixa, nem alta demais, para que os detalhes assim como a definição da imagem ao observar seja rica em todos os sentidos e com o mínimo de interferência provocados pela turbulência atmosférica.

    A ânsia em ampliar é muito comum para os iniciantes e isso gera um astrônomo amador que será sempre um mero amador, pois nunca conseguirá, agindo dessa forma, entender os diversos efeitos causados pela interferência da atmosfera. Mesmo com um diâmetro de 200mm, nenhuma observação terá êxito se o seeing não cooperar. Entender essas e outras questões na prática, elimina as calúnias que aferirmos ao nosso próprio telescópio, que ele não é bom, que amplia pouco ou até mesmo que não provê imagens de qualidade para uma boa observação e estudo.


    _________________
    Yamatar Refrator: 76,2mm | F/16.4 | d/f:1250mm
    Virtuoso 114mm Refletor Newtoniano | F/4.4 | d/f:500mm
    Maksutov 90mm | F/14 | d/f:1250mm

      Data/hora atual: Qua Jun 28, 2017 7:29 pm